Sem água nas torneiras, população de Encruzilhada se revolta e arranca medidores da Embasa

Compartilhe em sua Rede Social

 

A falta d’água nas torneiras da população do município de Encruzilhada é um problema que parece nunca chegar ao fim…

 

O município de Encruzilhada, no sudoeste baiano, vem sofrendo a anos com um desabastecimento devido a crise hídrica, causada principalmente pela baixa vazão das águas do Rio Pardo, principal fonte de água para abastecimento do município.

Já há vários dias sem receber abastecimento regular de água potável, parte da população da sede do município de Encruzilhada, se revoltaram nesta quarta-feira (17) e começaram a arrancar das residências os hodômetro (medidores de água) como forma de protesto contra a EMBASA.

Nesta semana carros pipas tem feito um abastecido emergencial, mas segundo os moradores, este abastecimento tem sido insatisfatório, já que nem todos conseguem um pouco água.

“Chegamos ao limite.” diz uma moradora.

Encruzilhadenses não escondem a revolta com a Embasa e se manifestam pelas redes sociais até com certa dose de enfurecimento.

“Há anos Encruzilhada vem sofrendo com este mesmo problema no período de seca, mas a EMBASA não toma providências. Mesmo sem água as contas não param de chegar” diz um morador.

Nesta quarta-feira (17) foi concluída a construção de uma mini barragem feita pela população do município. O que pode ajudar a amenizar um pouco a falta de água.

Informações: Ribeirão Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *